COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
×
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
×
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
×
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
×
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
×
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
COLEÇÃO THE SPIRIT (ABRIL) - N° 1 AO 16 - Completo
R$ 160,00
12× de R$ 16,06
vezesparcelatotal
sem jurosR$ 160,00R$ 160,00
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.

vezesparcelatotal
sem jurosR$ 160,00R$ 160,00
R$ 81,91R$ 163,82
R$ 55,88R$ 167,64
R$ 42,87R$ 171,48
R$ 34,93R$ 174,65
R$ 29,53R$ 177,18
R$ 25,67R$ 179,69
R$ 22,78R$ 182,24
R$ 20,54R$ 184,86
10×R$ 18,75R$ 187,50
11×R$ 17,28R$ 190,08
12×R$ 16,06R$ 192,72
Você poderá escolher o número de parcelas ao concluir a compra.

* Isto é uma simulação, verifique o valor final das parcelas no intermediador de pagamentos.

(indisponível)
Avise-me quando chegar:
Obra do grande mestre Will Eisner
Coleção que reúne as histórias que foram publicadas originalmente em The Spirit n° 1 ao 16 (1983 a 1984), pela editora Kitchen Sink. Essas histórias foram lançadas em 1946, inicialmente no suplemento dominical Spirit Section.

The Spirit é um detetive que, após uma luta com o vilão Dr. Cobra, é oficialmente dado como morto. Na verdade, conforme ele revela ao amigo e comissário de polícia Dolan, os experimentos do vilão deixaram o herói em animação suspensa durante certo tempo. Aproveitando-se do anonimato garantido por sua suposta morte, Spirit passa a proteger secretamente os cidadãos de Central City, combatendo os vilões e os fora-da-lei da cidade, sem o uso de armas e nenhum tipo de superpoder, somente com seus próprios punhos, inteligência e sagacidade. Ele vive em um refúgio sob o velho cemitério Wildwood, uma espécie de abrigo antiaéreo e quartel-general equipado com o que há de mais moderno para combater o crime na cidade.

Sua verdadeira identidade é Denny Colt, conhecida somente pelo Comissário Dolan e sua filha Ellen Dolan, que chegou até a ser prefeita de Central City, que o auxiliam na árdua tarefa de livrar a cidade dos bandidos e criminosos que a assolam. Além deles, Spirit também conta com a ajuda de Ébano (Ebony White), seu parceiro-mirim e fiel assistente. Rodeado por mulheres fatais que querem amá-lo ou matá-lo, como Silk Satin, P´gell, Sand Saref, entre muitas outras, além de uma galeria de criminosos insanos, como seu arquiinimigo Octopus, Spirit é um dos personagens mais marcantes e revolucionários de todos os tempos, um dos melhores e mais completos já criados.

A concepção
Estreando em 2 de junho de 1940, Spirit é um marco na história dos quadrinhos. Abusando do preto e branco, e utilizando técnicas até então inéditas neste tipo de mídia, explorando ângulos, perspectivas, iluminações, tomadas cinematográficas, roteiros sofisticados, entre outros recursos, Will Eisner revolucionou a forma de fazer quadrinhos, tanto em relação à arte quanto às narrativas criadas para suas histórias. As páginas de apresentação de cada episódio começavam sempre com um logotipo novo e diferente brilhantemente fundido ao cenário, algo inédito e inovador na época.

Criado logo após outros ícones dos quadrinhos, como Superman (1938) e Batman (1939), no auge da febre dos super-heróis, Spirit não foi concebido para ser um deles e muito menos para ter poderes especiais. Embora sua imagem seja atualmente associada à sua máscara, suas primeiras histórias mostravam o herói com o rosto totalmente limpo. Algum tempo depois da criação de Spirit, influenciado por amigos e leitores do personagem, Eisner criou o “disfarce” para o detetive de Central City.

The Spirit estreou nos jornais dominicais, fazendo sucesso rapidamente perante crítica e público devido às suas histórias marcantes e inovadoras. Porém sua carreira não foi muito duradoura. Eisner foi convocado para a 2ª Guerra Mundial em 1942, deixando o insólito herói nas mãos de sua equipe - composta de profissionais competentes, diga-se de passagem. Estes outros artistas, porém, não conseguiam manter o clima da mesma forma que Eisner faria.

Retornando em 1945, Eisner resolveu contar a verdadeira origem do personagem, uma história de grande sucesso com o público. O autor, influenciado pelas HQs educativas e de entretenimento que produzia para o exército norte-americano, passou a se interessar mais em estudar as histórias em quadrinhos, em lugar de criá-las. Aliados a isso, os problemas de distribuição e a concorrência da TV na época, causaram o fim prematuro do Spirit em 1952, com mais de 600 histórias produzidas no total. Eisner chegou a publicar uma história do personagem em 1966, mas preferiu não mais produzir as aventuras em série, aposentando definitivamente o personagem.